olhar-geek-quarta-opo

Ícone Foto Galaxy J1 é bom

Entenda se o Galaxy J1 é bom

Quer saber se comprar o Galaxy J1 vale a pena? Acompanhe nossa análise rápida e objetiva sobre as características do smartphone

Enquanto aparelhos como o Galaxy S7 recebem grande destaque, as alternativas de entrada acabam sendo noticiadas de forma bem mais discreta. Nas lojas, eles acabam ficando até mesmo em posições de canto. Este é o caso do Galaxy J1, modelo mais básico da família J.

Nesta análise, vamos falar um pouco sobre as funcionalidades do smartphone e descobrir se o Galaxy J1 é bom e vale a pena para o seu perfil de usuário.

Ficha técnica do Galaxy J1:

Característica técnica

Galaxy J1

Preço

A partir de R$ 351 (09/07/2017)

Tipo de Chip

Micro Chip

Quantidade de Chips

Dual Chip

Memória Interna

8GB

Memória RAM

768MB

Processador

1.2 GHz Quad Core

Sistema Operacional

Android

Versão

5.1 Lollipop

Tipo de tela

LCD TFT

Tamanho do Display

4"

Resolução

480x800 (WVGA)

Câmera traseira

5MP

Câmera frontal

VGA

Filmadora

HD

Expansivo até

MicroSD até 64GB

Alimentação/Tipo de bateria

1500 mAh

Banda

GSM: 850/900/1800/1900

Conectividade

Wi-Fi, 3G

NFC

Não

TV

Não

Recursos de Chamada

Viva Voz, Espera de Chamada

Conteúdo da Embalagem

Aparelho, Carregador, Bateria e Fone de Ouvido

Dimensões aproximadas do produto - cm (AxLxP)

12,1x6,3x1cm

Peso líq. aproximado do produto (kg)

126g


Pontos fortes do Galaxy J1:

  • Preço: para os smartphones que competem neste segmento de entrada, consegue aliar bom custo/benefício.
  • Expansão de memória: a possibilidade de aumentar o armazenamento do aparelho em até 64GB com MicroSD dá mais liberdade ao usuário.
  • Processador: trazendo um processador Quad Core de 1.2 GHz, consegue rodar bem os aplicativos do dia a dia, como WhatsApp, Gmail, Facebook, Youtube, entre outros.

Pontos fracos do Galaxy J1:

  • Sistema operacional: rodando o Android 5.1, traz ao usuário uma versão desatualizada.
  • Memória interna: com apenas 8GB, praticamente obriga o consumidor a usar a expansão com cartão micros.
  • Câmera frontal: com qualidade VGA, fica muito atrás de aparelhos que são pouco mais caros e já são capazes de trazer câmeras mais poderosas.
  • Tela: com apenas 4”, não é o melhor cenário para leituras de e-mails ou e-books.

O Galaxy J1 vale a pena?

Se você considera o smartphone como uma ferramenta para manter contato com outras pessoas, sim. Você será capaz de usar o WhatsApp e outros comunicadores para se manter atualizado com todos.

Por outro lado, se você precisa ler e-mails com frequência, ler documentos importantes do trabalho ou faculdade, armazenar muitos dados e até usar a câmera em viagens, definitivamente não. Economizando um pouco mais, chega-se a aparelhos com muito mais recursos. E, mais importante de tudo, caso você considere essas funções como essenciais, logo apareceria a necessidade de comprar um smartphone melhor.

Leia também: