olhar-geek-quarta-opo

anubarak-e-aviana

Conheça Anub’arak e Aviana em Hearthstone

A expansão O Grande Torneio foi finalmente lançada no final do mês de agosto, trazendo 132 novos cards e uma infinidade de novos mecanismos de jogo. Entre os destaques, estão a nova habilidade Inspirar e as possibilidades de combo com o poder heroico. Até o momento, vale ressaltar a potencialidade de dois cards lendários: Anub’arak e Aviana.

Card lendário: Anub’arak

Pontos fortes:

Exclusivo da classe ladino, este lacaio pode ser interessante para os decks por alguns motivos peculiares. O primeiro ponto é óbvio: ele não morre. Se você não silenciar Anub’arak, ele continuará voltando para o jogo a cada turno, deixando sempre um Nerubian 4/4 para fazer companhia. Para quem joga com decks de ladino, este cards lendário é uma forma de deixar o campo sempre abastecido com lacaios. Seu ataque de 8 também não deve ser negligenciado: recebendo Sangue Frio, ele pode chegar facilmente a 12.

Também é interessante pensar em Anub’arak para a receber a habilidade de Provocar, forçando seu oponente a enfrentá-lo.

Pontos fracos:

Por mais que Anub’arak seja uma força destrutiva considerável com uma habilidade que o torna praticamente imortal, sua fraqueza também é relativamente fácil de ser explorada. Ao receber Silenciar, ele se torna praticamente inútil por causa de sua resistência 4. Assim, os oponentes vão procurar justamente aplicar o Silenciar e depois batê-lo com outro lacaio.

Outro destaque negativo é o custo de mana em 9, por mais que seja compreensível. Para decks de ladino que precisam agir rápido, isso pode ser um empecilho.

De qualquer forma, vale a pena fazer testes com Anub’arak e verificar como ele se comporta no meta game.

Card lendário: Aviana

Pontos fortes:

O novo card lendário para a classe druida consegue ser ainda mais impressionante. Sua habilidade é tornar o custo de todos os seus lacaios em apenas 1 cristal de mana. Não, você não leu errado: todos os seus lacaios passarão a custar apenas 1. Imagine jogá-la no turno 10 e em seguida colocar Kel’Thuzad. No turno seguinte, não adiantaria para seu oponente destruir Aviana, pois Kel’Thuzad iria trazê-la de volta ao final do turno. E convenhamos, destruir Kel’Thuzad primeiro já irá demandar bastante esforço. Dessa forma, o jogador poderá colocar alguns cards lendários com alto custo de mana para serem beneficiados com a presença da Aviana. Nada mal, hein?

kelthuzad-e-aviana

Pontos fracos:

O único ponto fraco da Aviana é sua baixa resistência com apenas 5. Ela é relativamente fácil de ser destruída caso não seja protegida. Por isso, a parceria com Kel’Thuzad parece bem óbvia. De qualquer forma, é uma fraqueza contornável para se ter uma habilidade tão grandiosa.

Qual é melhor: Aviana ou Anub’arak?

Depende do oponente. Jogando contra a classe Guerreiro, por exemplo, Anub’arak poderá decidir bem a partida, resistindo a danos e colocando lacaios na mesa. Por outro lado, contra Mago ou Sacerdote, ele poderá ser derrotado com cards que silenciem sua habilidade. Já Aviana poderá ser muito útil contra Sacerdote, Ladino, Paladino e outros tipos. Basta o druida estar com lendários na mão para que no turno de volta mais dois ou três estejam em jogo. Resumindo, o oponente terá que derrotar Aviana imediatamente no turno seguinte.

Quer comentar sobre algum card de O Grande Torneio? Não deixe de postar abaixo!