olhar-geek-quarta-opo

deck-de-bruxo-hearthstone

Como montar um deck de Bruxo em Hearhstone: DemonZooLock e HandLock

Hora de mais um guia sobre dois poderosos decks do Bruxo de Hearthstone, Guldan. Com o início da décima nona temporada do jogo e com um mês passado desde o lançamento da expansão O Grande Torneio, alguns decks já estão se consolidando no META do jogo. Apesar do Dreadsteed Warlock ser bem popular e, principalmente, divertido, não possui um espaço significativo nos jogos ranqueados. Dessa forma, seria mais interessante focar nas duas tipologias de deck que possuem espaço: o DemonZooLock e o HandLock.

Confira também:

Deck de Mago

Deck Sacerdote

Deck de Ladino

Deck de Guerreiro

Deck de Paladino

Deck de Bruxo HandLock

You face Jaraxxus! Eredar Lord of the Burning Legion! (you face Jaraxxus, you face Jaraxxus...)

Sim, vai temporada, vem temporada, aparece expansão, novas cartas, novos tipos de deck e o Handlock continua no META de Hearthstone. Inclusive, o jogador Kripparian fez um vídeo comentando sobre o porquê desse tipo de deck se manter em todos os METAS, mesmo com todas as mudanças que ocorrem ao longo das temporadas. Para resumir a ideia: o Handlock tem a capacidade de evitar os decks aggro ou mid-range por conta das criaturas com provocar que possuem uma defesa muito significativa (já que ela consiste do combo entre os diversos Gigantes com a Protetora Solfuria ou Defensor de Argus), além de ter boas opções para o controle da mesa.

Ao mesmo tempo, consegue lidar com os decks Control e Combo pela força das cartas e a versatilidade de jogadas que podem ser feitas, pois sempre existirão opções na mão de um Handlock. A única falha do deck é não conseguir dominar a mesa no momento ideal, o que pode ocorrer em alguns casos – de maneira geral, jogadores que possuem domínio desse tipo de deck tendem a perder em Mirror Matches (jogando contra outro Handlock) ou contra alguns combos específicos. Todavia, é necessário ter a consciência de que adquirir a maestria com esse tipo de deck demanda tempo e vontade.

Vamos para o nosso guia rápido e utilizem essa lista como base:

deck-handlock

  1. Fase de Mulligan: o segredo está em saber contra quem está jogando. Claro que isso define essa fase, como a maior parte dos casos, porém, considerando ocasiões genéricas, o ideal é tentar conseguir um Gigante da Montanha e Draco do Crepúsculo. Utilize o poder heroico no turno dois e três quase sempre. A Bomba Negra pode ser muito útil contra dekcs Aggro.
  2. É um deck que precisa que o jogador o conheça bem: as sinergias que estão presentes devem ser utilizadas nas ocasiões certas com os lacaios corretos. Utilizar o Draco do Crepúsculo com um Defensor de Argus é uma boa ideia, desde que não haja a possibilidade do oponente jogar um silenciar. Assim como utilizar Chama Sombria com o Gigante Derretido é uma boa ideia se for a única forma de eliminar os lacaios do oponente.
  3. O grande poder de fogo que o deck traz utilizando os quatro Gigantes permite que o jogo seja equilibrado e virado a qualquer momento. Isso é reforçado pelo uso do Mal’Ganis e, sobretudo, do Lorde Jaraxxus. Essas duas lendárias permitem que situações extremas sejam superadas – enquanto Mal’Ganis precisa ser derrotado para o herói também ser, Jaraxxus não só restaura vida como ganha poder de ataque e ainda altera o poder heroico: a máquina de destruição do Handlock está na mesa.
  4. São poucos os casos que um Handlock seja capaz de vencer a partida antes do late game, o que não é necessariamente um problema, já que esse tipo de deck é capaz de levar a partida para essa etapa sem grandes dificuldades. Todos os controles que possuem para a mesa são em grande quantidade: Bomba Negra, Fogo Infernal, Chama Sombria, além de possuir o Robô de Cura Vintage que é capaz de recuperar vida.
  5. Finalmente, a chave está em manter a partida até o oponente simplesmente não conseguir jogar mais, sem opções para retornar ao jogo. Por isso as cartas poderosas e as lendárias são tão importantes nesse deck.
  6. Cartas essenciais: Chama Sombria, Gigante Derretido, Gigante da Montanha, Mal’Ganis, Lorde Jaraxxus, Defensor de Argus, Protetora Solfuria, Draco do Crepúsculo.

Deck de Bruxo DemonZooLock

Sua Alma será minha!

Enquanto o Handlock se mantém, o DemonZooLock pode ser considerado como o sucessor do Demonlock. Apesar de ter características de um Aggro, é considerado como um Mid-Range, já que sua força principal ocorre no mid-game. O início do jogo pode ser extremamente agressivo, ficando para trás do Secretpaladin e FaceHunter, mas consegue se manter no jogo durante mais tempo, sobretudo com oMal’ganis, Dr. Cabum e Demonarca. Além disso, o dano massivo que é possibilitado pelas cartas com investida em conjunto com Poder Esmagador é umas das garantias para a vitória.

Olhem o deck base disponibilizado no link e acompanhe o guia.

demon-zoolock

  1. Fase de Mulligan: cartas com o menor custo possível são ideais, mantenha o Diabrete das Chamas, Emissário do Caos, Aranha Rastejante e Malabarista de Facas.
  2. Não existe muito segredo quando se joga com esse deck: o máximo da dano que pode ser causado no oponente no menor espaço de tempo é a estratégia principal. Além disso, tente manter sua Coruja Bico-de-Ferro para silenciar algum lacaio com provocar e utilize o Arauto do Caos para invocar o Mal’Ganis ou Demonarca.
  3. Dentre as principais sinergias do deck, destacam-se: utilizar o Ovo Nerubiano com o Poder Esmagador e invocar um Terror do Caos para absorver o ataque e defesa que são concedidos pelo buff temporário. Outro aspecto importante é o uso do Mal’ganis após o uso da Implosão de Diabretes, concedendo ataque e defesa para todos os demônios sob seu controle. Em outras palavras, vários diabretes 3/3.
  4. O deck tem a capacidade de chegar ao late game, todavia, sua vitória não estará segura nesse estágio da partida. Decks do tipo controle e combo conseguem manter melhor o jogo e adquirem vantagem com o passar do tempo. Por sua vez, os aggros tendem a perder rapidamente o jogo e não conseguem chegar no fim do mid-game.
  5. Cartas essenciais: Malabarista de Facas, Demonarca, Poder Esmagador, Ovo Nerubiano, Dr. Cabum.

Jogando com deck de Bruxo em Hearthstone:

Se optar pelo segundo deck, saiba que ele é mais fácil de dominar, mas talvez não seja tão divertido e não proporcione partidas tão disputadas, com a chance de vitórias surpreendentes, mas garante inúmeras vitórias inquestionáveis. Por sua vez, o primeiro deck é de uma tipologia bem antiga em Hearthstone e já permitiu alguns dos momentos mais épicos dos campeonatos do jogo. Está na hora de testar e ver qual dos dois te agrada mais. Alcance o ranque lendário na vigésima temporada de Hearthstone que está para começar com um deles!