olhar-geek-quarta-opo

 quer-trabalhar-com-games-saiba-sobre-o-mercado-e-o-curso-de-design-de-games

Quero trabalhar com games. Como achar um curso?

Games! Se você lê o Olhar Geek, é bem provável que você tenha afinidade com esse mercado. Muitos gostam de passar algumas horas em frente a um console durante a semana. E quem realmente curte jogar sucessos como God of War, Zelda, Halo e tantos outros, provavelmente já se imaginou criando seu próprio game.

Leia também:

A boa notícia é que esse mercado está crescendo no Brasil, não somente para fins de entretenimento como educacional. Se você gosta de games e tem o interesse de trabalhar na área, leia abaixo a entrevista que fizemos com o professor Delmar Galisi.

Entrevista com Delmar Galisi, coordenador de curso em Design de Games

Delmar Galisi é coordenador do curso de Design de Games da Universidade Anhembi Morumbi. Doutor em Design pela PUC-Rio.

Olhar Geek - Qual o primeiro passo para quem está interessado em seguir a carreira de designer de games?

Delmar Galisi - O primeiro passo – como em toda a carreira – é estudar. O aluno pode fazer uma Graduação específica em Design de Games, como a oferecida pelo nosso curso; uma Graduação mais generalista como, por exemplo, Desenho Industrial; ou de uma área correlata, como Design Digital. Nestes dois últimos casos, o candidato terá que complementar a sua formação, pois em cursos de Design mais generalistas ou apenas correlatos não há disciplinas de game design ou roteiro para jogos. Além disso, é importante que o futuro profissional goste de trabalhar com criatividade, criando jogos, personagens, histórias. Finalmente, é interessante que ele se envolva com a cultura gamer: jogar, participar de eventos da área, ler sobre as áreas que dizem respeito ao universo dos jogos, como quadrinhos, ficção científica, visitar exposições, etc.

OG - Atualmente, quais são as principais companhias nacionais do setor? Elas têm crescido ao longo dos anos?

DG - No Brasil, o segmento de games está apenas começando. Predominam ainda pequenos estúdios de desenvolvimento, que criam games para serem publicados na Web ou para dispositivos móveis. Eventualmente trabalham por encomenda, não só com foco em entretenimento, mas também desenvolvendo games educativos, de treinamento ou advergames (games para divulgar algum produto para o mercado publicitário).

OG - Para o aluno que já cursa Design focado em games, quais são os diferenciais que lhe darão vantagem em relação aos outros candidatos na hora de uma entrevista?

DG - A grande vantagem é saber que criar um game não é algo eventual, fruto da inspiração de um criador. Game é projeto. O game designer é um profissional específico que conhece o processo de criação de jogos e os elementos que participam da construção deste tipo de produto cultural: game écomposto por desafios, por conflitos, personagens, enredo, todo um universo que deve ser construído. Projetar games envolve técnica, processos específicos. É lamentável saber que alguns estúdios ainda acham que podem dispensar a necessidade de um designer.

OG - Existem diferentes divisões dentro do mercado de design de games? Um aluno pode se especializar mais em relação a uma dessas áreas?

DG - Uma questão é a especialização dentro do design de games: há o game designer chefe, o level designer, o designer de interfaces, o design de personagens, eventualmente, um roteirista. No Brasil, a função é bem menos segmentada, porque as empresas são mais enxutas. Ou seja, o game designer pode ser responsável por todas as funções projetuais. Se você está considerando a área de games como um tudo, dentro da esfera de produção, eu diria que há quatro áreas principais: game design, arte, programação e som. Dentro delas pode haver ramificações.

Buscando por mais experiência em games

OG - Fora o curso acadêmico, onde um profissional pode buscar experiência para se destacar no mercado?

DG - O futuro profissional deve participar de concursos, participar de eventos, assistir às palestras dos profissionais e buscar aperfeiçoamentos com cursos mais específicos. O profissional de games nunca deve parar de estudar. - Em média, qual é o atual salário inicial de um designer de games? Não há regulamentação salarial. Depende muito do talento de profissional e da empresa. - Quais são os principais atributos que o profissional precisa para evoluir dentro dessa carreira? É preciso que o profissional tenha consciência que terá que se atualizar sempre. Ele não pode se acomodar, pois as tecnologias estão mudando num ritmo frenético. E ele precisa perceber que não está fazendo um jogo para si próprio, mas para uma determinada coletividade. É fundamental que ele olhe para a sociedade em que está inserido e tenha a sensibilidade para enxergar o que está acontecendo em termos de mudanças culturais, estéticas, sociais, éticas etc.

quer-trabalhar-com-games-saiba-sobre-o-mercado-e-o-curso-de-design-de-games-2